quarta-feira, março 01, 2006

Chega enfim a segunda aula...

Pois é, mal tinha parado de pensar na minha primeira aula e ja estava a preparar-me para a segunda.
Nesta dinamização, tinha de trabalhar o S. Martinho, a castanha o castanheiro...
Comecei por apresentar um teatro de fantoches, da Maria Castanha, e aqui está a história:





Narrador: O céu estava todo cinzento e quase não se via o sol, mas enquanto não chovia as meninas brincavam no jardim, por entre as folhas secas que caíam das árvores e voavam para longe. Era bom ir ao jardim. Uma vez apareceu no jardim uma menina diferente, não tinha as bochechas encarnadas, mas tinha uma carinha redonda, castanha, com dois grandes olhos escuros e brilhantes.
Maria Castanha: Olá, está tudo bem? Eu sou nova aqui no jardim e não tenho amigos. Vocês querem ser meus amigos?
Menina 1: Olá, como te chamas?
Menina 2: Não te conheço!
Maria Castanha: Eu sou a Maria Castanha!
Meninas: Queres vir brincar?
Maria Castanha: Quero!
Narrador: Foram brincar ao jogo do apanha, a Maria Castanha corria mais que todas.
Maria Castanha: Quem me apanha? Ninguém me apanha?
Narrador: Ela corria tanto que nem viu o carrinho do vendedor de castanhas que estava parado no jardim e foi de encontro a ele. O saco das castanhas caiu e espalharam-se todas pelo chão. A Maria Castanha também caiu. A Maria pediu desculpa ao vendedor e disse que tinha sido sem querer.
Vendedor: Oh! Já viram o que esta menina fez? E agora como vou vender as minhas castanhas? Acham que devo castigá-la?
Maria Castanha: Mas foi sem querer!
Vendedor: Está bem, mas agora tu e as tuas amigas podem vir ajudar-me a assar mais castanhas.
Narrador: E assim, o vendedor e as meninas ficaram todos amigos e quando se encontram no jardim fazem a festa da castanha.
E esta é a Maria Castanha...

Construímos um castanheiro, com folhas, ouriços e castanhas reais, com podemos ver na imagem.
E construimos umas castanhinhas com pernas braços e olhinhos. estas foram decoradas com pintura com cotonetes e com colagem de casca de castanha.

Por fim ainda ensinei uma canção para as crianças cantarem no magusto:
Ah, ah, ah, minha castanhinha
Ah, ah, ah, minha castanhinha,
Ah, ah, ah, minha castanhinha,

Quem te pôs a mão sabendo que és minha,
Quem te pôs a mão sabendo que és minha,

Sabendo que és minha do meu coração,
Sabendo que és minha do meu coração,

Salta castanhinha para a minha mão,
Salta castanhinha para a minha mão,

É na tua mão que eu quero ficar,
É na tua mão que eu quero ficar,

Vamos para o recreio, vamos lá saltar.
Vamos para o recreio, vamos lá saltar.

Sem comentários: